Olá, leitores. 

Neste artigo conheceremos um pouco sobre a história da dança jazz. Apresentamos algumas curiosidades sobre música, vertentes, o que você precisa para começar e os beneficios dessa arte feita para dançar de corpo e alma. 
 

Um breve pedacinho da história

A dança jazz, assim como as danças urbanas, possui raízes na cultura popular. Muitas fontes afirmam que ela teve a sua origem em navios negreiros como uma forma de expressar, comunicar e sobreviver.

Com a chegada na europa, a dança começa a sofrer modificações. Os negros apropriaram-se de alguns movimentos característicos das danças europeias como: polcas, valsas e quadrilhas, com o intuito de imitar e de certo modo “ridicularizar” os europeus.

Como toda cultura popular, a dança reage aos movimentos e contextos da época em que está inserida. Ao longo do tempo a dança afro-americana passa a sofrer outras influências, como por exemplo, o estilo Can-Can e o Charleston, sendo apropriada também por outros povos.

 
Clique nos links abaixo para assistir as danças: 

 African Dance 

 Can - Can

  Charleston




Já no início do século XX, estas influências e apropriações foram responsáveis por levar a dança para os palcos. Aqui ela recebe o nome de comédia músical, primeiro nome direcionado a dança. Possui como característica um grupo numeroso de bailarinos que também são cantores sempre acompanhados de um ritmo pulsante, com movimentos de quadril e explosão de energia.

Comédia Músical


Qual a relação entre a Música Jazz e a Dança Jazz ?

Neste artigo, abordamos a história da dança jazz, mas ela também está atrelada a música. Quando pensamos em Jazz, a primeira coisa que lembramos é o estilo musical.
Ambas surgiram nos Estados Unidos, nas cidades de Nova Orleans, Chicago e Nova York, a partir do mesmo movimento artístico popular e evoluíram de maneira paralela.



O som típico do trompete, do trombone, do saxofone e também dos grandes cantores é marcante no ritmo. Uma das suas principais características é a improvisação que reflete liberdade. Geralmente, cada artista compõe com elementos únicos de maneira a explorar o estilo e colocar a sua expressão na criação. Essa característica também está presente nos estilos de dança. No entanto, não é toda dança jazz que utiliza este estilo de música. Existe uma diferenciação nas intenções dos movimentos em cada estilo e isso também reflete na música utilizada. O estilo Jazz Lyrical, por exemplo, pede músicas mais românticas e lentas, que valorizem a movimentação mais sustentada.

Principais estilos

A dança Jazz comporta um misto de movimentos e estilos. Isto é reflexo da sua origem e das influências que obteve ao longo do tempo. As suas principais vertentes são: Jazz Musical, Jazz Dance ou tradicional, Street Jazz Dance ou Urban Jazz, Heels Dance, Modern jazz, Lyrical Jazz e Jazz Contemporâneo.

  • Jazz Musical

Foi com a vertente musical que a dança jazz conquistou o seu espaço nos Estados Unidos. Estilo que concedeu espaço para o Jazz nos teatros da Broadway e que possui a característica mais divertida da dança. Está muito ligada aos musicais, suas coreografias são recheadas de gingado e muita expressividade. O maior influente do estilo na época foi o coreógrafo Jake Cole.

Para assistir a dança clique aqui 

Para ler mais detalhes sobre o estilo clique aqui

  • Jazz Dance ou tradicional
Apoia-se no ritmo, transições rápidas de movimentos e vivacidade. Uma dança alegre que abusa dos acentos e pausas para valorizar o movimento. A Professora da Artisan Ballet, Evely Libanes, preparou um trecho coreográfico para exemplificar o Jazz Dance, assista a seguir. 



  • O Street Jazz Dance ou Urban Jazz
formado por estilos modernos de dança e muitas vezes desenvolvido no improviso. Esse estilo é bastante influenciado pelo Hip Hop e pelo Jazz Dance.No entanto, ele também origina-se de outros estilos como Break, Funk e/ou Eletrônica. É uma mistura de estilos e culturas.

Clique aqui para assistir 

  • Heels Dance
Uma dança executada no salto alto que explora a sensualidade. Sendo uma das vertentes das Danças Urbanas, utiliza as movimentações do Street Dance Freestyle, a atitude do Street Jazz Dance e um pouco das linhas técnicas do Jazz Dance. Atualmente, ele vem sendo mais divulgado e ganhando mais fama, principalmente pelas performances das grandes divas do pop, como a Beyoncé, Jennifer Lopez, Rihanna, Britney Spears e Madonna. O Yanis Marshall é um dos renomados coreógrafos desse estilo.

Clique aqui para assistir 

  • Mordern Jazz
Possui características próximas da técnica moderna. Seus movimentos são híbridos coreografados de maneira livre. Também possui grande ligação com a música utilizada.


  • Lyrical Jazz
Pode-se dizer que o Lyrical Jazz busca uma qualidade mais densa e sustentada em seus movimentos. O estilo geralmente é inspirado nas letras e melodias mais românticas e dramáticas. Um tanto quanto diferente da animação do jazz tradicional, sua técnica também utiliza rolamentos no chão. No Brasil, dois grandes nomes do estilo são Erika Novachi e Edson Santos.

Clique aqui para assistir 

  • Jazz Contemporâneo
Esta vertente é baseada nas particularidades do momento atual. Possui embasamento nos fundamentos da dança contemporânea e moderna. Dispõe de movimentos expansivos e giros.
Clique aqui para assistir 




Legenda: Alunas de Jazz Dance da Artisan Ballet - Espetáculo Coppélia 2019


Jazz no Brasil

O jazz chegou por aqui nos anos 80. Apresentado pelos filmes, seriados, aberturas de novelas e propagandas. A dança adaptou-se ao corpo brasileiro e ganhou novas características.
Durante o passar do tempo foi representado por diversos bailarinos e deu início a novas companhias dedicadas a ele. Como é o caso da bailarina e coreógrafa Joyce Kerrmann, a bailarina, coreógrafa e criadora da Raça Companhia de Dança de São Paulo, Roseli Rodrigues, a coreografa Erika Novachi, o coreógrafo Edson Santos, entre outros.
Erika Novachi professora e coreógrafa de Lyrical Jazz, é um nome reconhecido no cenário do jazz dance brasileiro. Ela participou de uma conversa com a professora Evelyn Libanes no perfil do instagram da Artisan Ballet. Erika relembrou e contou momentos marcantes da história do Jazz dance no Brasil.

Confira o bate papo entre Erika Novachi e Evelyn Libanes sobre a história da dança no Brasil 

Saiba mais sobre Erika Novachi : Professora e coreógrafa de Lyrical Jazz, atuou em companhias como o Grupo Raça (com direção de Roseli Rodrigues) e Companhia Dançar (com direção de Rose Calheiros). Entre seus principais prêmios como coreógrafa destacam-se diversos primeiros lugares na categoria no Festival de Dança de Joinville e também no Dance Alliance, em Nova York.
Em 2009 ministrou aula de lyrical jazz, na Broadway Dance Center, em Nova York; em 2017, na Crossroads of Arts, em Los Angeles, Califórnia e em 2018, na West London University, na SA Dança, em Londres, Inglaterra.
Entre 2010 e 2014 foi professora de Lyrical Jazz, no Festival de Dança de Joinville onde também foi jurada da mesma modalidade. Em 2018 coreografou um trecho do concerto Berstein 100 para a São Paulo Companhia de Dança. É uma das diretoras e organizadoras do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil, criado em 2009.


O que eu preciso para dançar Jazz?

Se você adorou a história e o ritmo de cada estilo e está questionando-se agora sobre o que precisa para praticar essa dança linda. Não preocupe-se, você só precisa de um corpo. Segundo a professora da Artisan Ballet e bailarina, Evelyn Libanes você também vai precisar de uma dose de vontade: “Simplesmente vontade de dançar e sentir a necessidade de falar através do corpo. Uma vez que você é conquistado pela magia do ritmo, de imediato você vira um ser do Jazz.”      


Quais os benefícios da Dança?

A movimentação com toda energia, tônus e vivacidade alimenta o corpo e a alma. Os benefícios de praticar a dança Jazz são inúmeros. Para a professora Evelyn Libanes “os maiores benefícios são: espontaneidade, vitalidade, maior energia, flexibilidade, fortalecimento dos ossos e a da musculatura, agilidade mental, melhora do humor, aumenta a autoestima, redução do estresse, vontade de dançar no mercado quando a música está tocando. Entre outros.”

Preparado para dançar Jazz com a gente??
 

Fontes:

Colaboração para a definição dos estilos da dança Professora Carol Di Giorgio

Reflexões sobre jazz dance: identidade e (trans)formação

História do Jazz 


Estilos da dança 

História do Jazz 

Vertentes do Jazz 

Mundo Bailarinistico 

Sala preta